Peça já seu orçamento!

Vai viajar para o exterior? Confira os documentos que você não pode esquecer

por | jun 12, 2021 | Dicas, Documentos de Viagem, Planejamento

Post atualizado em 04/08/2021 com informações do governo americano sobre possível abertura de fronteira e vacina.


 

Se você vai fazer uma viagem internacional, seja qual for o destino, é importantíssimo verificar com antecedência as exigências que o país tem com relação a documentação exigida para entrada e circulação local. Não esqueça também, que em alguns países, como os Estados Unidos por exemplo, as regras podem variar de Estado para Estado.

Como sempre falamos, planejar uma viagem, em especial para o exterior, requer muita pesquisa e planejamento, senão a dor de cabeça e prejuízo são garantidos. 

Então aqui vamos te passar um check list básico, para que você possa se organizar com a documentação de viagem. Não deixe para ver essas coisas na última hora heim!! Neste post daremos ênfase para viagens aos Estados Unidos, pois este destino é o foco principal do nosso blog. 

 

→ Passaporte: Esse é o principal documento exigido em uma viagem internacional e isso todo mundo já sabe, mas, o que eu quero frisar aqui, é um detalhe que as vezes pode passar desapercebido: a validade do seu passaporte.  É comum ouvirmos relatos de pessoas que foram perceber tarde demais que seu passaporte estava vencido e por isso foram impedidas de viajar, pois não dava mais tempo de providenciar a renovação. Uma vez vencido, ou se for vencer durante a sua permanência, não adianta nem insistir que você nem poderá embarcar. 

Outra coisa importante, e que muitas pessoas ficam na dúvida, é sobre se o passaporte deve ser válido por pelo menos seis meses além do período de estadia nos Estados Unidos. Mito da internet ou verdade? Para viajantes brasileiros, é necessário que o passaporte esteja válido durante o período de permanência. Viajantes de outros países necessitam de passaporte válido por, no mínimo, seis meses para além do período de permanência nos Estados Unidos, a menos que o seu país seja isento desse requerimento. Para encontrar a lista completa de países isentos da lei de seis meses, clique aqui. Para não restar dúvidas quanto a isso, abaixo coloquei o print da tela do site da Embaixada Americana onde consta esta informação. Se quiser tirar outras dúvidas no site deles, clique aqui que será redirecionado para a página de perguntas frequentes da Embaixada. 

Mas atenção, cada país tem sua regra quanto a isso, então se está indo para outro lugar que não seja Estados Unidos, consulte na Embaixada ou Consulado do país que irá visitar. 

 

No site da Embaixada Americana no Brasil, você poderá tirar todas as suas dúvidas sobre vistos.

 

→ Visto: Como o foco maior aqui é Estados Unidos, então já deve saber que o visto é obrigatório. Existem países que não exigem visto, então sempre consulte essa informação antes de viajar para onde quer que seja. Nos EUA, o visto de turista é o B1/B2. Da mesma forma que com seu passaporte, preste atenção no vencimento do visto, que pode ser diferente do vencimento do seu passaporte. Se quiser mais informações e detalhes sobre como tirar seu visto, fizemos um post bem detalhado sobre isso. Clique aqui para ler.

Aqui vai um aviso importante: Tanto antes quanto durante sua viagem, cuide do seu visto como se fosse um filho, pois, para os Estados Unidos vistos perdidos, roubados ou danificados não podem ser substituídos, ou seja, não existe 2ª via de visto. Você terá que solicitar um novo visto em um Consulado ou Embaixada dos EUA caso isso aconteça. Isso significa pagar taxa consular de $160,00 (dólares) e fazer o todo processo de solicitação novamente. Pense na dor de cabeça e no prejuízo se isso acontecer durante a sua viagem?

 

Geralmente o Visto Americano tem validade de 10 anos, mas se o agente consular resolver lhe conceder menos tempo, ele pode.

 

→ Carteira de motorista (CNH): Se você pretende alugar um carro, obrigatoriamente deverá levar sua carteira nacional de habilitação a famosa CNH. Não esqueça que ela também deverá estar dentro da validade durante o tempo em que estiver com o carro locado e dirigindo no país. Muitos locais aceitam apenas a sua CNH, mas outros, além da CNH, exigem também a PID (Permissão Internacional para Dirigir).  Na Florida por exemplo, não é exigido a PID, mas em alguns outros Estados dos EUA sim. Então de novo, consulte sempre as regras locais antes de ir. Solicitar sua PID é bem fácil. Basta entrar no site do DETRAN do seu Estado, fazer a solicitação e pagar a taxa. Ela vem pelo correio e seguirá a mesma validade da sua CNH.

A PID é esse caderninho aí! Ela só tem validade se estiver acompanhada da sua CNH original.

 

Vacinas: Cada país tem suas regras quanto as vacinas. Sobre os Estados Unidos, a eterna e antiga dúvida das pessoas é sobre a vacina da febre amarela. Para passageiros vindos diretamente do Brasil, sem que aconteça o desembarque em outro país em que os EUA exija essa vacina, como o Panamá por exemplo, NÃO é necessário vacina de febre amarela. Então, se embarcar em voo direto do no Brasil para os Estados Unidos, não precisa se preocupar, que essa vacina não é necessária para entrar nos EUA. Mas se for descer no Panamá (que é uma parada bem comum em alguns voos), a vacina é exigida apenas se você entrar efetivamente no Panamá, passando pela imigração deles. Se esse for seu caso, deverá levar o certificado de vacinação. Quando é somente escala ou conexão, pode ficar tranquilo. 

Agora a pergunta que não quer calar…e a vacina do Corona Vírus será obrigatória? Tudo indica que a maioria dos países vai colocar como exigência a obrigatoriedade do visitante estrangeiro estar totalmente vacinado. O Canadá e alguns países da União Europeia já fizeram esse anúncio inclusive. 

» Atualização do post: De acordo com informação divulgada pela Casa Branca quarta-feira (04/08/21), como era de se esperar, o governo dos Estados Unidos planeja exigir que todos os visitantes estrangeiros que cheguem ao país apresentem uma comprovação de que estão totalmente vacinados contra a covid-19. A medida faria parte de um projeto amplo que visa reabrir as fronteiras americanas para a maioria das nações que atualmente sofrem restrições para entrada na América, entre elas, o Brasil. 

Apesar da intenção do governo, ainda não há previsão sobre quando esta medida seria implementada ou quaisquer detalhes sobre que vacinas seriam aceitas para permitir a admissão de estrangeiros em solo americano. Da mesma forma, não foi divulgado se este novo procedimento substituiria a atual exigência da apresentação de um teste negativo de COVID-19, feito dentro dos últimos três dias antes das viagens aéreas para o país. A expectativa é que o assunto seja amplamente discutido pelas autoridades americanas nas próximas semanas. 

Fizemos um post onde explicamos direitinho a exigência do teste. Se estiver pretendendo ir à Orlando assim que as fronteiras se abram para o Brasil, sugiro a leitura. Clique aqui para ler.

Também fizemos um post super completo falando exclusivamente sobre exigências de vacinas, quais as plataformas e aplicativos poderá utilizar para emitir seu certificado de vacinação internacional. Clique aqui para ler. 

 

A obrigatoriedade da vacina do COVID-19 ainda não foi definida pelos países.

 

Seguro Viagem: Em alguns países é obrigatório ter seguro internacional de viagem e em outros não. Nos EUA, não é obrigatório, mas vai por mim, não é uma boa ideia viajar sem. Caso tenha uma simples dor de garganta e precise de uma consulta médica, na mais otimista das hipóteses, não gastará menos de $150,00 (dólares) em uma simples consulta. Imagine se precisar ser internado? O seguro viagem não é caro e cobre vários eventos além das enfermidades, como extravio de malas, perda de voos, dentre outras coberturas que dependerão do plano que irá fazer. Inclusive é muito mais barato do que o valor de uma consulta médica nos EUA. Nós trabalhamos com várias companhias de seguros internacionais. Clique aqui para saber mais. 

 

Permissão de viagem para menores: Da mesma forma que não há como emitir o passaporte de um menor sem a autorização dos responsáveis legais, com a viagem não seria diferente né? Ao fazer o passaporte do menor, os responsáveis legais já podem deixar a autorização de viagem pré-determinada no passaporte. Isso é bastante comum em casos de pais separados por exemplo. Se não tiver a autorização pré-determinada no passaporte, é necessário que o responsável legal que não estará presente na viagem, faça uma autorização por escrito e com firma reconhecida em cartório. Carregue esta autorização sempre junto com o passaporte do menor. Essa autorização é padrão da Polícia Federal Brasileira. Basta baixar no site, imprimir e preencher a mão mesmo. Reconheça as assinaturas em cartório. Caso um dos responsáveis legais não autorize a viagem, será necessário ingressar com pedido judicial de autorização de viagem junto ao juizado da Infância e Juventude da sua região. Sem uma autorização, o menor desacompanhado de um dos responsáveis não embarca. Todas as informações sobre viagem internacional de menores de 18 anos você poderá consultar no site oficial do Governo Brasileiro clicando aqui

Esta é a autorização padrão da Polícia Federal Brasileira. Poderá baixá-la no link que mencionamos no texto.

 

Avisos bancários: Se você irá utilizar seu cartão de crédito no exterior, não esqueça que é necessário fazer a comunicação ao banco. Alguns bancos permitem que você faça isso pelo app. Se não tiver essa opção em seu banco ou se não souber utilizá-la, poderá fazer a solicitação por telefone, no número escrito na parte inferior do seu cartão. Se não fizer isso, é provável que não consiga utilizar o cartão fora do país. 

 

Vouchers e documentos salvos em dispositivos eletrônicos e impressos: Sempre recomendamos salvar seus vouchers, e-tickets, reservas e inclusive seus documentos (passaporte e visto em especial) na nuvem, e-mail e/ou celular. Também, é sempre bom ter uma versão impressa deles. Vai por mim, você poderá precisar. Nós preferimos pecar pelo excesso do que pela falta. Imagina que na imigração eles comecem a te questionar onde irá se hospedar e quais lugares irá visitar? Isso é bem comum inclusive. Mexer no celular nesta hora não é uma boa ideia e pode te deixar ainda mais nervoso, além de que, vai que acaba a bateria? Nessa hora, nada como um voucher impresso para comprovar que você realmente tem reservas de turista e não está com nenhuma intenção diferente de “turistar”.

Cópias de documentos são importantes para casos de extravio. É muito mais fácil fazer o boletim de ocorrência de extravio ou furto com a cópia do seu passaporte e visto em mãos. Você vai precisar disso para dar entrada em novos documentos de emergência para poder regressar ao Brasil. 

Eu sempre levo uma cópia do passaporte e do visto plastificadas e é com elas que eu circulo. Deixo passaporte e visto original bem guardado no hotel. Já a PID e CNH, ande sempre com as originais.

 

Imagino que deve ter dado para perceber que organizar uma viagem internacional não é tão simples como parece. Não basta compra passagem, ingressos, reservar hotel, carro, ter dinheiro pra gastar e simplesmente ir. Toda viagem para um lugar fora do seu país requer muita pesquisa e atenção.

 

Se você não se sente seguro em fazer isso sozinho ou simplesmente não tem tempo para tanta pesquisa, sugerimos sempre organizar sua viagem com um agente de viagens de sua confiança. Um bom agente irá lhe instruir sobre tudo isso e muitas outros detalhes que precisará saber.
Se pretende viajar para os Estados Unidos e quer uma ajuda, é só nos chamar! Somos agentes de viagem especialistas neste destino. 

 

Conte com a gente para organizar sua viagem e adquirir seus ingressos!

Amanda Gagliastri

Travel Designer

    0 comentários

    Enviar um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Precisa de ajuda? Converse com a gente!